CCSP

Inaugurado em 1982, o Centro Cultural São Paulo é um dos primeiros centros culturais multidisciplinares do país. Lugar público por excelência, combina a oferta de programação e de serviços culturais – gratuitos ou a preços acessíveis – com a disponibilização de seus espaços e instalações para um uso plural, livre e propositivo de seus frequentadores, provocando uma reflexão quanto ao papel dos espaços e serviços públicos na promoção da cultura, da criatividade, da cidadania e da autonomia em uma cidade com as dimensões de São Paulo.

O projeto, concebido nos anos 1970 por uma equipe de arquitetos liderados por Eurico Prado Lopes e Luiz Telles, teve referências de grandes centros culturais multidisciplinares internacionais e contou com uma extensa pesquisa sobre as condições de acesso e proximidade com a cultura da população paulistana. O objetivo foi permitir o máximo de contato entre o frequentador e tudo o que é oferecido em seus 46.500 m².

Atualmente, o Centro Cultural São Paulo oferece:

  • um conjunto de bibliotecas multidisciplinares (entre elas a Biblioteca Louis Braille e a Sérgio Milliet, segunda maior biblioteca pública da cidade);
  • coleções e acervos da cidade (como a Coleção de Arte da Cidade, a Discoteca Oneyda Alvarenga, o Arquivo Multimeios, o Núcleo Memória do CCSP e a Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade, entre outras);
  • uma programação de artes visuais, cinema, dança, literatura, música e teatro, além de atividades educativas, ateliês abertos, cursos e oficinas, palestras e debates, ações ligadas aos acervos e voltadas ao público infantojuvenil;
  • jardins com árvores sobreviventes da construção do metrô e que, junto com o gramado dos jardins suspensos, oferecem um raro contraponto ao visual, à sonoridade e aos ritmos do entorno;
  • espaços de estudo, de permanência, de ensaio, de acolhimento, de compartilhamento e de criação dentro de um equipamento público amplo, vivo e democrático.

Saiba mais sobre a história do CCSP