Espaços

Concebido com o primeiro centro cultural multidisciplinar do país, o CCSP tem espaços de naturezas muito diversas, destinados a usos complementares e amplos, ocupando sua extensa área de 46.500 m² e quatro pisos. Conheça um pouco dessa diversidade.

Salas de espetáculo e espaços expositivos

São cinco salas de espetáculos – Adoniran Barbosa, nosso espaço de arena único, rodeado por vidros; Jardel Filho, mais tradicional, que recebe música, teatro e dança; Lima Barreto e Paulo Emílio, destinadas à programação de cinema; e Espaço Cênico Ademar Guerra, localizado no porão do CCSP, multiuso e alternativo, atualmente em reforma, mas em breve de volta à ativa.

Para mostras em geral, dispomos de dois pisos expositivos: o Flávio de Carvalho  e o Caio Graco, que possui acesso a partir da Rua Vergueiro e abriga a Sala Tarsila do Amaral, ambiente climatizado dedicado especialmente a exposições do acervo da instituição.

Espaços educativos

A Ação Cultural do CCSP atua em todo o prédio, mas oferece alguns espaços específicos para usos de formação e práticas artísticas. A Sala da Ação Cultural ou Sala de Vidro fica em frente à Sala Adoniran Barbosa e está completamente conectada ao fluxo do prédio; enquanto a Leon Hirszman é localizada no Piso Caio Graco e se integra às mostras em cartaz. Há também espaços de ateliês abertos que recebem o público em horários específicos, para práticas gráficas e fotográficas artesanais e experiências em áudio – Folhetaria, Laboratório de fotografia e Estúdio de rádio.

Outros espaços educativos são geridos a partir de parcerias com coletivos da cidade e outras áreas da Prefeitura. A Oficina Mão na roda, que funciona logo na entrada da rampa do metrô, é conduzida pela Ciclocidade. A Horta Comunitária, localizada no Jardim Suspenso (lado 23 de Maio), é cultivada pelo Coletivo da Horta, que convida todos os frequentadores do CCSP para participar de mutirões. O Fab Lab Livre SP é uma iniciativa em parceria com a Secretaria Municipal de Serviços e Obras, que funciona no Piso 23 de Maio, bem ao lado da Folhetaria, compondo um espaço de convivência e práticas culturais.

Bibliotecas e acervos

Além de um impressionante acervo de livros, o CCSP também abriga acervos de obras de arte, documentos históricos, discos etc.

O conjunto de bibliotecas acessíveis ao frequentador conta com a Biblioteca Sérgio Milliet, nosso maior e mais generalizado acervo, e outras mais específicas: a Alfredo Volpi, especializada em livros de arte; a Gibiteca Henfil, em histórias em quadrinhos; a Louis Braille, que oferece ampla coleção de livros em braille e audiolivros; a Biblioteca de Culturas Surdas, com acervo e atendimento especial para o público surdo. Todas as bibliotecas ficam do lado direito do prédio, e os acessos mais próximos são os da Rua Vergueiro. Neste local, há espaços destinados para leitura e estudos.

A área de acervos também pode ser acessada por qualquer interessado, mas, em geral, é necessário agendamento prévio por telefone ou e-mail. É o caso da Coleção de Arte da Cidade, do Arquivo Multimeios, do Núcleo Memória, da Missão de Pesquisas Folclóricas e do Acervo Ronoel Simões. A única exceção é a Discoteca Oneyda Alvarenga, coleção de discos que fica disponível para audição ao fundo do conjunto de Bibliotecas. O CCSP abriga, ainda, um laboratório para restauro e conservação de livros, documentos e obras, localizado no Piso 23 de Maio e acessível somente a funcionários da área.

Jardins e áreas livres

Dois dos jardins do CCSP são homenagens aos arquitetos que projetaram este espaço – o Jardim Eurico Prado Lopes, localizado na rampa de acesso ao metrô, e o Jardim Luiz Telles, localizado na entrada da Rua Vergueiro, ao lado do Restaurante.

Além disso, o Centro Cultural oferece outro espaço único na cidade: dois jardins suspensos – lado Vergueiro e lado 23 de Maio -, de onde é possível ter ampla vista da cidade, tomar sol, fazer piquenique, descansar, encontrar os amigos…

Já o Jardim Sul, localizado ao fundo da área expositiva do Piso Flávio de Carvalho, é destinado mais especificamente aos estudos, com mesas e tomadas disponíveis aos estudantes.

Entre as áreas livres estão a Área de Convivência, próxima ao Restaurante e à entrada da Vergueiro; o Foyer, que reúne os públicos das diferentes salas antes e depois dos eventos, além de dar acesso à Central de Informações; o Corredor da Dança, utilizado por praticantes amadores e profissionais de diversas expressões artísticas, do tango ao break; e até mesmo a Rampa de acesso ao metrô, que foi reconfigurada pelo uso do público e não é mais somente um lugar de acesso, mas um espaço repleto de artistas.

Newsletter

Clique aqui para receber boletins informativos da programação do Centro Cultural São Paulo

Copyright Centro Cultural São Paulo | Rua Vergueiro 1000 – CEP 01504-000 – Paraíso São Paulo – SP | ccsp@prefeitura.sp.gov.br

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo