O negro como narrador de si

08 a 13/11

  • Terça a domingo, às 19h
  • Na Praça das Bibliotecas
  • Classificação Indicativa: livre
  • Grátis
  • Não é necessária a retirada de ingressos
  • É recomendado o uso de máscara

O CCSP proporcionará encontros com artistas que, através de suas ações, contribuem para uma nova representação do/a/u negro/a/e a partir de sua própria voz. Com este ciclo, a ideia é apresentar ao público iniciativas artísticas onde o/a negro/a é seu próprio narrador, através de linguagens e estéticas diversas.

PROGRAMAÇÃO 

08/11

Mesa 1: Música 

Mediação: Hever Alvz

Convidados: Fabiana Cozza, Zé Manoel e Zudizilla

09/11

Mesa 2: Literatura 

Mediação: Lubi Prates

Convidados: Bianca Santana, Cuti e Waldete Tristão

10/11
Mesa 3: Teatro 

Mediação: Lucas Mayor

Convidados: Maria Shu, Rudinei Borges e Soraya Martins

11/11

Mesa 4: Cinema 

Mediação: Jessica Queiroz

Convidados: Carolina Aleixo, Everlane Moraes e Juh Almeida 

12/11
Mesa 5: Artes visuais 

Mediação: Rosane Borges

Convidados: Douglas Santiago, Helen Salomão e No Martins 

13/11
Mesa 6: Artes do corpo 

Mediação: Val Souza

Convidados: Ana Musidora, Gabriel Cândido e Veronica Santos 

IDEALIZAÇÃO 

Lubi Prates

É poeta, tradutora, editora e curadora de literatura. Tem três livros publicados (coração na boca, 2012; triz, 2016; um corpo negro, 2018). “um corpo negro” foi contemplado pelo PROAC com bolsa de criação e publicação de poesia e, além de ter sido finalista do 4º Prêmio Rio de Literatura e do 61º Prêmio Jabuti, também foi traduzido e publicado na Argentina, Colômbia, Croácia, Estados Unidos e França; Espanha, França, Itália e Suíça, no prelo. Tem diversas publicações em antologias e revistas nacionais e internacionais. Co-organizou os festivais literários para visibilidade de poetas, [eu sou poeta] (São Paulo, 2016) e Otro modo de ser (Barcelona, 2018) e também participou de outros festivais literários no Brasil, em outros países da América Latina e da Europa. É sócia-fundadora e editora da nosotros, editorial e da nossa editora e é editora da revista literária Parênteses. Traduziu Poesia Completa, da Maya Angelou, e Zami: uma biomitografia, da Audre Lorde. Dedica-se à ações que combatem a invisibilidade de mulheres e negros. Atualmente, é doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento Humano, na Universidade de São Paulo.

Ficha técnica

Ana Musidora, Bianca Santana, Carolina Aleixo, Cuti, Douglas Santiago, Everlane Moraes, Fabiana Cozza, Gabriel Cândido, Helen Salomão, Hever Alvz, Jessica Queiroz, Juh Almeida, Lubi Prates, Lucas Mayor, Maria Shu, No Martins, Rosane Borges, Rudinei Borges, Soraya Martins, Val Souza, Veronica Santos, Waldete Tristão, Zé Manoel e Zudizilla.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo