Samurai vs Yakuza – Tradições em Conflito


Detalhes do Evento


de 2 a 13/4/2019
Em parceria com a Fundação Japão, o Centro Cultural São Paulo apresenta um ciclo dos principais clássicos do gênero Giri vs Ninjô, que podem ser traduzidos aqui como Samurai vs Yakuza. Os filmes de gângsters Yakuza se desenvolveram a partir dos filmes de Samurai no início dos anos 1960 e, apesar da cultura gângster assumir o código Samurai como modo de vida, este nunca conseguiu absorver apropriadamente um indivíduo fora da lei. Um protagonista da Yakuza deve sempre escolher entre dever ou humanidade, enquanto que o Samurai deve sempre representar as duas qualidades simultaneamente. A mostra contará com convidado especial para uma palestra sobre a evolução do gênero e os conflitos com a tradição japonesa da cultura Chambara (lutas de espada) e a Yakuza.Sala Lima Barreto (99 lugares)
grátis – a bilheteria será aberta uma hora antes da primeira sessão do dia (consulte a programação completa das duas salas de cinema do CCSP no site Circuito Spcine)

PROGRAMAÇÃO

dia 2/4 – terça
15h30 Tragédia em Yoshiwara
17h30 Lady Yakuza
19h30 A Fortaleza Escondida

dia 3/4 – quarta
16h Um Homem de Yakuza
18h A Vida de um Tatuado
20h Tóquio Violenta

dia 4/4 – quinta
15h Morrer ou Viver
17h Sonatine
19h Os Sete Samurais

dia 5/4 – sexta
15h Hana-bi
17h Blade of the immortal
19h45 Harakiri

dia 6/4 – sábado
16h O Samurai Dominante I: Musashi Miyamoto
18h O Samurai Dominante II: Morte no Templo Ichioji
20h O Samurai Dominante III: Duelo na Ilha Ganryu

dia 7/4 – domingo
15h A Fortaleza Escondida
18h Tóquio Violenta
20h Tragédia em Yoshiwara

dia 9/4 – terça
16h O Samurai Dominante I: Musashi Miyamoto
18h Morrer ou Viver
20h Um Homem de Yakuza

dia 10/4 – quarta
16h O Samurai Dominante II: Morte no Templo Ichioji
18h Tóquio Violenta
20h A Vida de um Tatuado

dia 11/4 – quinta
16h O Samurai Dominante III: Duelo na Ilha Ganryu
18h Morrer ou Viver
20h Hana-bi

dia 12/4 – sexta
16h Harakiri
19h Os Sete Samurais

dia 13/4 – sábado
15h Lady Yakuza
17h Sonatine
19h30 Blade of the immortal

SINOPSES E FICHAS TÉCNICAS

Blade of the Immortal
[Mugen No Jûnin, Japão, 2017, 140min, DCP]
Direção: Takashi Miike Elenco: Takuya Kimura, Hana Sugisaki, Sôta Fukushi
Manji é um samurai altamente qualificado que foi amaldiçoado com a imortalidade após uma lendária batalha. Assombrado pelo brutal assassinato de sua irmã, o guerreiro sabe que só o combate ao mal recuperará sua alma. Por isso, ele decide ajudar uma jovem ousada que está movida pelo ódio e pela sede de vingança depois da morte de seus pais em um crime brutal.

A Fortaleza Escondida
[Kakushi-toride no san-akunin, Japão, 1958, 138min, DCP]
Direção: Akira Kurosawa Elenco: Susumu Fujita, Toshirô Mifune, Takashi Shimura
Durante o Japão do século XVI, a caminho de casa, um poderoso homem escolta uma bela princesa fugitiva em meio ao território inimigo. Em sua viagem cruzam dois medrosos fazendeiros, que estão tentando retornar para casa depois de fugirem da Guerra Feudal.

Hana-Bi
[Hana-Bi, Japão, 1997, 103min, DCP]
Direção: Takeshi Kitano Elenco: Takeshi Kitano, Tetsu Watanabe, Kayoko Kishimoto
Um policial descobre que sua mulher está prestes a morrer, ao mesmo tempo em que seu parceiro é baleado por mafiosos. Ele deixa a polícia e parte em busca de vingança, ao mesmo tempo em que decide cuidar da esposa.

Harakiri
[Seppuku, Japão, 1962, 135min, DCP]
Direção: Masaki Kobayashi Elenco: Tatsuya Nakadai, Shima Iwashita, Akira Ishihama
No século XVII, o Japão não está mais em guerra e o país é administrado com firmeza. Hanshiro Tsugumo, um samurai desempregado, bate à porta da poderosa Dinastia Li. Recebido por Kageyu Saitô, o diretor do clã, Tsugumo lhe pede permissão de cometer suicídio por harakiri em sua residência. Na tentativa de dissuadi-lo, Saitô lhe conta a história de Motome Chijiwa, um antigo samurai que desejava cumprir o mesmo ritual.

Um Homem de Yakuza
[Heitai Yakuza, Japão, 1965, 102min, DCP]
Direção: Yasuzô Masumura Elenco: Shintarô Katsu, Takahiro Tamura, Mikio Narita
Um jovem intelectual rebelde é obrigado a servir o exército japonês na Manchuria. Ele se junta com um gangster para desertar com o roubo de trem.

Lady Yakuza
(Hibotan Bakuto, Japão, 1968, 98min, DVD)
Direção: Kôsaku Yamashita Elenco: Sumiko Fuji, Ken Takakura, Tomisaburô Wakayama
Oryu é convidada para ficar com um chefe local da Yakuza de uma pequena cidade rural. Quando uma gangue rival assassina o chefe, ela resolve tomar a frente e proteger os negócios da família.

Morrer ou Viver
[Dead or Alive: Hanzaisha, Japão, 1999, 105min, DCP]
Direção: Takashi Miike Elenco: Shô Aikawa, Riki Takeuchi, Renji Ishibashii
Morrer ou Viver narra a batalha entre um policial obstinado contra os chefes das máfias orientais. Com um final eletrizante, este filme já entrou para a galeria dos melhores trabalhos de Miike, um cineasta nada convencional.

O Samurai Dominante I: Musashi Miyamoto
[Miyamoto Musashi, Japão, 1954, 93min, DCP]
Direção: Hiroshi Inagaki Elenco: Toshirô Mifune, Mariko Okada, Rentarô Mikuni
Ao lado do amigo Matahachi, o jovem órfão Tazeko deixa seu vilarejo para se juntar ao exército e enfrentar uma batalha. Vendo-se perdedores, os dois procuram abrigo numa casa isolada onde vive a viúva Oko e sua filha Akemi. Oko acaba seduzindo Matahachi, que cai na tentação da mulher e se esquece do seu noivado com Otsu.

O Samurai Dominante II: morte no templo Ichioji
[Zoku Miyamoto Musashi: Ichijôji no kettô, Japão, 1955, 104min, DCP]
direção: Hiroshi Inagaki Elenco: Toshirô Mifune, Mariko Okada, Kôji Tsuruta
Interior do Japão, século XVII. Após anos em busca do aprimoramento espiritual, seguindo os princípios do Bushido (“O Caminho do Guerreiro”), Musachi (Toshiro Mifune) retorna a Kyoto para desafiar o líder da melhor escola de espadachins da região.

O Samurai Dominante III: duelo na ilha Ganryu
[Miyamoto Musashi kanketsuhen: kettô Ganryûjima, Japão, 1956, 105min, DCP]
Direção: Hiroshi Inagaki Elenco: Toshirô Mifune, Mariko Okada, Kôji Tsuruta
Neste terceiro filme, Musachi é desafiado pelo confiante e habilidoso Sasaki Kojiro, com o qual duelará dentro de um ano. Neste período decide viver nos arredores de uma vila cultivando legumes, enquanto ainda é perseguido por Otsu e Akemi, ambas apaixonadas por ele.

Os Sete Samurais
[Shichinin no samurai, Japão, 1954, 207min, DCP]
Direção: Akira Kurosawa Elenco: Toshirô Mifune, Takashi Shimura, Keiko Tsushima
No século XVI, durante a era Sengoku, quando os poderosos samurais de outrora estavam com os dias contados, Kambei, um guerreiro veterano sem dinheiro, chega em uma aldeia indefesa que foi saqueada repetidamente por ladrões assassinos. Os moradores do vilarejo pedem sua ajuda, fazendo com que Kambei recrute seis outros ronins, que concordam em ensinar os habitantes como devem se defender em troca de comida. Os aldeões dão boas-vindas aos guerreiros e algumas relações começam. Katsushiro se apaixona por uma das mulheres locais, embora os outros ronins mantenham distância dos camponeses. O último dos guerreiros que chega é Kikuchio, que finge estar qualificado mas na realidade é o filho de um camponês que almeja aceitação.

Sonatine
[Sonatine, Japão, 1993, 94min, 35mm]
Direção: Takeshi Kitano Elenco: Takeshi Kitano, Aya Kokumai, Tetsu Watanabe
Murakawa é um típico membro da Yakuza: violento, impiedoso e urbano. Veterano e já cansado da velha rotina, ele acaba tendo que ir cuidar de uma guerra de gangues em Okinawa, no sul do Japão. A missão, no entanto, logo revela-se uma emboscada que tem como objetivo retirar o experiente gângster da ativa.

Tragédia em Yoshiwara
(Yôtô monogatari: hana no Yoshiwara hyakunin-giri, Japão, 1960, 109min, DVD)
Direção: Tomu Uchida Elenco: Isao Kimura, Noriko Aoba, Koji Arima, Minoru Chiaki
Um empresário, famoso por sua generosidade, não consegue achar uma esposa por causa de uma marca de nascença que tem no rosto. Até as cortesãs do distrito se recusam a atendê-lo, exceto Tamarazu.

Tóquio Violenta
[Tôkyô Nagaremono, Japão, 1966, 89min, DCP]
Direção: Seijun Suzuki Elenco: Tetsuya Watari, Chieko Matsubara, Hideaki Nitani
Um tumultuado e caleidoscópico misto de ação e drama, Tóquio Violenta, como muitos dos filmes de Suzuki, transforma uma trama comum de filmes de gângster em um veículo para a própria maneira desatinada do diretor de fazer cinema, apresentando uma belíssima cinematografia, técnicas não convencionais de narrativa e um sombrio senso de humor. A trama gira ao redor de Tetsu, um membro da Yakuza que, quando sua gangue é dissolvida,
permanece leal ao seu chefe e tenta levar uma vida legal. Contudo, essa não é uma tarefa fácil, já que a Yakuza está determinada a trazê-lo de volta à cena – ou matá-lo se ele se recusar. A pressão logo força Tetsu a pegar a estrada, tornando-se então o “Vagabundo de Tóquio” do título original.

A Vida de Um Tatuado
[Irezumi ichidai, Japão, 1965, 87min, DVD]
Direção: Seijun Suzuki Elenco: Hideki Takahashi, Masako Izumi, Hiroko Itô
Dois irmãos decidem sair da vida de gangster e ir trabalhar em uma mina, mas logo são perseguidos pelos mineiros porque suas tatuagens os identificam como bandidos. Quando o irmão mais novo é morto, o mais velho então busca vingança.