Mostra de cinema coreano – Blockbuster Korea


Detalhes do Evento


de 19 a 22/6
A indústria cinematográfica da Coreia do Sul não é uma das maiores do mundo… ainda. Crescendo vertiginosamente, o cinema nacional do país já ocupa um percentual invejável de ocupação de tela, com mega produções locais vencendo grandes blockbusters americanos de peso. Em parceria com o Consulado Geral da Coreia do Sul, o Centro Cultural São Paulo exibe um pequeno panorama dos grandes blockbusters que ocuparam as telas do país nestes últimos anos. Desde Na companhia dos deuses, dois mundos, que foi produzido com o intuito de se transformar em uma grande franquia de filmes, até O motorista de táxi, um grande sucesso das bilheterias coreanas, escolhido para representar a Coreia no Oscar em 2017.

Sala Lima Barreto (99 lugares)
grátis – a bilheteria será aberta uma hora antes da primeira sessão do dia (consulte a programação completa das duas salas de cinema do CCSP no site Circuito Spcine)

PROGRAMAÇÃO

dia 19/6 – terça
17h Esconde-esconde
19h O mímico
21h Debate com Jung Hu, diretor dos filmes Esconde-Esconde e O mímico

dia 20/6 – quarta
15h O túnel
17h30 Eu posso falar
20h Na companhia dos deuses, dois mundos

dia 21/6 – quinta
15h45 Olhos frios
18h O mímico
20h Motorista de táxi

dia 22/6 – sexta
15h Na companhia dos deuses, dois mundos
18h Esconde-esconde
20h10 Eu posso falar

SINOPSES E FICHAS TÉCNICAS

Esconde-esconde
(Sum-bakk-og-jil, Coreia do Sul, 2013, 107min, Thriller, DCP, 16 anos)
direção: Jung Huh – elenco: Mi-seon Jeon, Joon Won Jung, Hwa-ryong Lee
Sung-soo tem tudo: uma bela mulher e filhos, uma casa confortável e um carro de luxo, e muito dinheiro no banco. Quando descobre que seu irmão afastado desapareceu, Sung-soo visita seu apartamento em busca de respostas e encontra estranhos símbolos escritos sob as campainhas, e os vizinhos aterrorizados que trancam suas portas à visão de um estranho. Com seus próprios pesadelos saindo de controle, Sung-soo deve encarar seus medos mais primitivos para revelar a chocante verdade por trás do terror cada vez mais intenso. Esconde-Esconde é um elogiado thriller que conseguiu a oitava posição na lista de filmes que mais arrecadaram na Coreia do Sul em 2013, além de ser o thriller que arrecadou dinheiro mais rápido na história do cinema coreano.

Eu posso falar
(I Can Speak, Coreia do Sul, 2017, 119min, DCP, 12 anos)
direção: Hyun-seok Kim – elenco: Mun-hee Na, Je-hoon Lee, Cheol-min Park
O filme conta a história de uma senhora de idade e um jovem oficial em serviço. Eles ficam amigos quando a senhora começa a ter aulas de inglês com o oficial. Eventualmente, o oficial acaba descobrindo as verdadeiras razões pela qual a senhora resolveu aprender inglês. O filme ganhou os principais prêmios da academia cinematográfica coreana, além de diversos prêmios para a atriz principal do filme.

O mímico
(Jang-san-beom, Coreia do Sul, 2017, 100min, Bluray, 16 anos)
direção: Jung Huh – elenco: YUM Jung-ah, PARK Hyuk-kwon
Uma mulher com o filho desaparecido adota uma garota que ela achou próxima a uma misteriosa montanha cujas lendas dizem que vive uma criatura mística que mimetiza os humanos. Novo filme do diretor do hit Esconde-esconde.

Motorista de táxi
(Taeksi Woonjunsa, Coreia do Sul, 2018, 137min, DCP, 16 anos)
direção: Hun Jang – elenco: Song Kang-Ho, Thomas Kretschmann, Hae-jin Yoo
Em maio de 1980, um taxista de Seul recebe uma proposta de um repórter estrangeiro que consiste em transportá-lo para Gwangju e depois voltar para o local de origem por uma bagatela que cobrirá meses de seu aluguel pendente. No local, o taxista descobre uma realidade que ainda não conhecia: a ditadura militar na Coreia, quando centenas de civis foram massacrados pelo governo.

Na companhia dos deuses, dois mundos
(Singwa hamgge, Coreia do Sul, 2017, 139min, DCP, 14 anos)
direção: KIM Yong-hwa – elenco: HA Jung-woo, CHA Tae-hyun, JU Ji-hoon, LEE Jung-jae
O primeiro filme da Coreia do Sul a ser produzido como uma franquia. O filme segue a jornada de Ja-hong, um bombeiro que após ser morto inesperadamente, é levado ao encontro com os Deuses no submundo espiritual para reencarnar como herói. Para isso ele precisa superar sete testes no período de 49 dias.

Olhos frios
(Gam-si-ja-deul, Coreia do Sul, 2014, 119min, DCP, 16 anos)
direção: Ui-Seok Jo, Byung-seo Kim – elenco: Hyo-ju Han, Woo-Sung Jung, Jun-Ho Lee
Uma gangue de assaltantes, liderada por James (Woo-sung Jung), está comentando grandes furtos. Para impedi-los a unidade do Departamento de Crimes Especiais da polícia coreana organiza uma operação sem falhas para captura-los através de um grande sistema de vigilância. Há Yoon-joo (Hyo-ju han) se junta ao Chefe Hwang (Kyung-gu Sol), líder da unidade e da missão de caçar James.

O túnel
(Teo-neol, Coreia do Sul, 2017, 126min, DCP, 14 anos)
direção: Kim Seong-hun – elenco: Jung-woo Ha, Doona Bae, Dal-su Oh
Jung-su (Jung-woo Ha) é um vendedor de carros. Certo dia, ele sai de seu trabalho e vai o mais rápido possível para casa, tentando chegar a tempo de comemorar seu aniversário com sua família. No entanto, algo bizarro e inesperado impede a conclusão da jornada de Jung-su: um túnel despenca, deixando o homem preso nos escombros.