Jornada do Patrimônio


Detalhes do Evento


Com mais de mil atividades, em cerca de 500 pontos, a Jornada do Patrimônio acontece nos dias 17 e 18/8/2019. O evento convida a população para conhecer e explorar os pontos históricos e de memória e identidade da cidade de São Paulo. As inscrições para as atividades que acontecerão no CCSP devem ser feitas via formulário.

17/8/2019

Visita patrimonial
Visita patrimonial e bate-papo a partir da exposição “Centro Cultural São Paulo, um patrimônio da cidade”, do acervo do Núcleo Memória, destacando importantes aspectos arquitetônicos e históricos do local. Durante o período da Jornada do Patrimônio estará disponível para audição do público o acervo da memória do cancioneiro paulistano no mobiliário da Parada Sonora, na Discoteca Oneyda Alvarenga.

sábado, das 11h30 às 13h – Central de Informações – 20 vagas

Oficina de Cianotipia
A oficina propõe aos participantes resgatar a memória cultural de São Paulo por meio da fotografia dos principais bens culturais da cidade, utilizando a técnica fotográfica artesanal da cianotipia. Uma maneira de refletir sobre a importância da preservação e da valorização da arquitetura paulistana por meio do retrato visual dessas edificações.
Com: Emerson de Souza

sábado, das 14h30 às 17h30 – Laboratório Fotográfico (Piso Porão) – 10 vagas

18/8/2019

Visita patrimonial
Visita patrimonial destacando importantes aspectos arquitetônicos e históricos do CCSP, com visita técnica ao Acervo da Missão de Pesquisas Folclóricas. Durante o período da Jornada do Patrimônio estará disponível para audição do público o acervo da memória do cancioneiro paulistano no mobiliário da Parada Sonora, na Discoteca Oneyda Alvarenga.
Com: equipes da Supervisão de Acervo e da Arquitetura do CCSP

domingo, das 11h30 às 13h – Central de Informações – 20 vagas

Fotografia Ecológica – Antotipia
A oficina propõe aos participantes resgatar a memória cultural de São Paulo por meio de fotografia dos principais bens culturais da cidade, utilizando a técnica artesanal de impressão fotográfica (antotipia) desenvolvida no século 19 pelo cientista e astrônomo John Herschel. Um processo totalmente ecológico, que utiliza a fotossensibilidade dos pigmentos contidos nas plantas e nos frutos para produzir e reproduzir imagens sobre papel.
Com: Emerson de Souza

domingo, das 14h30 às 17h30 – Laboratório Fotográfico (Piso Porão) – 15 vagas