Breves & Inéditos


Detalhes do Evento


de 12 a 31/3/2019
O Centro Cultural São Paulo apresenta a mostra Breves & Inéditos, um panorama retrospectivo de alguns dos melhores filmes lançados em 2018 que não tiveram a merecida exposição dentro do circuito comercial brasileiro. Filmes que tiveram um lançamento comercial restrito nos cinemas, sendo exibidos em poucas salas ou por pouquíssimo tempo. É o caso, por exemplo, de Diamantino e Asako I & II, ambos em Cannes 2018, que foram lançados durante o mês de dezembro e não conseguiram se manter mais do que duas semanas em cartaz (Asako I & II conseguiu uma sobrevida em cinemas de bairro). A programação também reúne filmes que tiveram sucesso no grande circuito dos multiplexes e que merecem algumas exibições dentro do circuito cineclubista (é o caso de Podres de ricos e Um pequeno favor); além dos filmes que permanecem inéditos no Brasil, ou que foram lançados direto em DVD, Blu-ray ou Vídeo On Demand.

Sala Lima Barreto (99 lugares)
R$2,00 – a bilheteria será aberta uma hora antes da primeira sessão do dia (consulte a programação completa das duas salas de cinema do CCSP no site Circuito Spcine)

PROGRAMAÇÃO

dia 12/3 – terça
16h Rei
18h Stromboli
20h Asako I & II

dia 13/3 – quarta
15h30 Um pequeno favor
18h Um dia
20h Torre, um dia brilhante

dia 14/3 – quinta
15h As viúvas
17h30 A rota selvagem
20h Lizzie

dia 15/3 – sexta
15h A trama fantasma
18h Escala para Paris
20h O terceiro assassinato

dia 16/3 – sábado
15h Dovlatov
17h30 Lua de Júpiter
20h Esplendor

dia 17/3 – domingo
16h Quebra-cabeça
18h Vingança
20h Diamantino

dia 19/3 – terça
15h30 A rota selvagem
18h As herdeiras
20h Bergman 100 anos

dia 20/3 – quarta
15h Um dia
17h30 Verão
20h Não deixe rastros

dia 21/3 – quinta
15h Vingança
17h30 Um pequeno favor
20h Safári

dia 22/3 – sexta
16h Café om canela
18h Estação do diabo

dia 23/3 – sábado
15h Podres de ricos
20h 120 batimentos por minuto

dia 24/3 – domingo
15h Rei
17h30 Bergman – 100 anos
20h O terceiro assassinato

dia 26/3 – terça
15h Lua de Júpiter
17h30 Asako I & II
20h Diamantino

dia 27/3 – quarta
15h Dovlatov
17h30 Esplendor
20h Minha amiga do parque

dia 28/3 – quinta
15h30 Lizzie
18h Torre, um dia brilhante
20h As herdeiras

dia 29/3 – sexta
15h Não deixe rastros
17h30 Café com canela
20h 120 batimentos por minuto

dia 30/3 – sábado
15h30 Verão
18h Stromboli
20h Escala para Paris

dia 31/3 – domingo
15h30 Safári
18h Minha amiga do parque
20h As viúvas

SINOPSES E FICHAS TÉCNICAS

120 batimentos por minuto
(120 battements Par Minute, França, 2018, 143min, DCP)
direção: Robin Campillo – elenco: Nahuel Perez Biscayart, Arnaud Valois, Adèle Haenel
França, início dos anos 1990. O grupo ativista Act Up está intensificando seus esforços para que a sociedade reconheça a importância da prevenção e do tratamento em relação a Aids, que mata cada vez mais há uma década. Recém-chegado ao grupo, Nathan logo fica impressionado com a dedicação de Sean, apesar de seu estado de saúde delicado. Lançado em janeiro de 2018.

Asako I & II
(Netemo Sametemo, Japão, 2018, 119min, DCP)
direção: Ryusuke Hamaguchi – elenco: Masahiro Higashide, Erika Karata, Koji Seto
Asako tem 21 anos e mora em Osaka. Ela se apaixona por Baku, um rapaz de espírito livre e misterioso. Porém, ele desaparece de sua vida de repente. Passados dois anos, Asako agora vive em Tokyo. Ela acaba conhecendo Ryohei, um assalariado que se parece com Baku, mas com uma personalidade completamente diferente da dele. Lançado em dezembro de 2018.

Bergman 100 anos
(Bergman – ett år, ett liv, Suécia, 2018, 116min, DCP)
direção: Jane Magnusson
Em 2018, o diretor sueco Ingmar Bergman, falecido em 2007, teria completado 100 anos. Este documentário resgata a obra monumental do cineasta, autor de filmes como O Sétimo Selo, Morangos Silvestres, Persona, Gritos e Sussurros, Luz de Inverno, O Ovo da Serpente e Fanny e Alexander. O foco é o ano de 1957, quando Bergman lança dois filmes, filma mais dois, dirige um telefilme e quatro peças de teatro. Conversando com atores, colaboradores, críticos e historiadores, o filme traça o retrato de um homem obsessivo, instável, difícil de lidar, mas ao mesmo tempo um dos maiores artistas da história da Suécia, e também o único diretor a receber a “Palma das Palmas” no festival de Cannes. Lançado em julho de 2018.

Café com canela
(Brasil, 2018, 100min, DCP)
direção: Ary Rosa e Glenda Nicácio – elenco: Valdinéia Soriano, Aline Brune, Babu Santana
Após perder o filho, Margarida vive isolada da sociedade. Ela se separa do marido Paulo e perde o contato com os amigos e pessoas próprias. Um dia, Violeta bate à sua porta. Trata-se de uma ex-aluna de Margarida, que assume a missão de devolver um pouco de luz àquela pessoa que havia sido importante pra ela na juventude. Lançado em agosto de 2018.

Um dia
(Egy Nap, Hungria, 2018, 99min, DCP)
direção: Zsófia Szilágyi – elenco: Zsófia Szamosi, Leo Füredi, Ambrus Barcza
Anna é mãe de três filhos, casada e trabalhadora. Sempre correndo contra o tempo para conseguir cumprir todos os seus prazos e promessas, sente que seu casamento está desmoronando. Sem conseguir conciliar tudo, ela prevê o que está prestes a acontecer, sem poder fazer nada a respeito. Lançado em outubro de 2018.

Diamantino
(Portugal, 2018, 92min, DCP)
direção: Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt – elenco: Carloto Cotta, Cleo Tavares, Anabela Moreira
Diamantino é uma estrela do futebol mundial, até que, de repente, perde todo o seu talento e se aposenta como um fracasso aos olhos da opinião pública. A partir disso, o ex-craque passa a procurar um novo propósito para a sua vida. Inicialmente ele resolve confrontar o neo-fascismo, em seguida se envolve com a crise dos refugiados, chegando à questão da modificação genética até a busca pela origem do genial. Lançado em dezembro de 2018.

Dovlatov
(Rússia, 2018, 126min, DCP)
direção: Alexey German Jr. – elenco: Artur Beschastny, Milan Maric, Danila Kozlovsky
Mais um aniversário da Revolução Russa está sendo comemorado em 1971, mas o país não apresenta progresso político, econômico ou cultural. Os manuscritos do judeu Sergei Dovlatov são rejeitados regularmente pela mídia oficial por ter uma visão indesejada na União Soviética. Outros censurados passam por problemas similares, como seu amigo escritor Joseph Brodsky, que foi exilado à força pelo governo. Lançado em junho de 2018.

Uma escala em Paris
(Thirst Street, EUA, 2018, 83min, DCP)
direção: Nathan Silver – elenco: Lindsay Burdge, Damien Bonnard, Esther Garrel
Gina, uma comissária de bordo americana, depois de uma temporada sozinha e deprimida pelo suicídio de seu namorado, acaba conhecendo e se apaixonando por Jérôme, um garçom parisiense. E, quando finalmente decide ficar na França para viver este amor, surge Clémence, um antigo amor de Jérôme que transformará a vida de Gina em uma rede de desilusões e loucura. Lançado em maio de 2018.

Esplendor
(Hikari, Japão, 2018, 101min, DCP)
direção: Naomi Kawase – elenco: Masatoshi Nagase, Ayame Misaki, Tatsuya Fuji
Misako é uma cineasta apaixonada pelas versões cinematográficas destinadas a deficientes visuais. Durante a exibição de um dos seus filmes, ela conhece Masaya Nakamori, um fotógrafo que está perdendo a sua visão, mas que guarda um acervo de fotografias que atrairá Misako e fará com que ela se conecte com seu passado. Lançado em maio de 2018.

Estação do diabo
(Ang Panahon ng Halimaw, Filipinas, 2018, 234min, DCP)
direção: Lav Diaz – elenco: Piolo Pascual, Shaina Magdayao, Pinky Amador
Lorena, uma jovem e destemida médica, abre uma clínica para os pobres em uma aldeia remota nas Filipinas, mas desaparece sem deixar pistas logo depois. Seu marido Hugo Haniway, um poeta ativista e professor, quer descobrir a verdade sobre o paradeiro de sua esposa. Ao chegar, ele é confrontado por uma comunidade que sofreu o ataque de uma gangue de milicianos durante o tempo da Lei Marcial, em 1972. Lançado em janeiro de 2019.

As herdeiras
(Las Herederas, Paraguai, 2018, 98min, DCP)
direção: Marcelo Martinessi – elenco: Ana Brun, Margarita Irún, Ana Ivanova
Chela e Chiquita, herdeiras de famílias abastadas do Paraguai, vivem da venda de seus bens. Quando Chiquita acaba presa por dívidas jamais acertadas, a até então submissa e reclusa Chela precisa se virar e começa por acaso a prestar serviço para um grupo de senhoras ricas como motorista. Logo a nova realidade, e especialmente a exuberante Angy, a quem conhece durante o trabalho, afetam os interesses, prioridades e atitudes da taxista amadora. Lançado em agosto de 2018.

Lizzie
(EUA, 2018, 105min, DCP)
direção: Craig Macneill – elenco: Chloë Sevigny, Kristen Stewart, Kim Dickens
1892, em plena Era Vitoriana. Lizzie Borden é uma mulher solteira que ainda vive sob a rigidez de seu pai, Andrew, por mais que tenha atitudes consideradas ousadas para a época. Tal situação vive provocando atritos entre pai e filha, ampliados pelo frágil estado de saúde dela. Menosprezada como filha e como mulher, Lizzie aos poucos se aproxima de Bridget Sullivan, uma jovem criada que trabalha há pouco tempo para a família.

Lua de Júpiter
(Jupiter holdja, Hungria, 2018, 123min, DCP)
direção: Kornél Mundruczó – elenco: Merab Ninidze, Zsombor Jéger, György Cserhalmi
Aryan, um jovem migrante, é baleado ao tentar ilegalmente cruzar a fronteira da Hungria. Depois do choque provocado pelo acidente, descobre que adquiriu o poder de levitar e agora, preso em um campo de refugiados, precisa contar com a ajuda do Dr. Stern, que tem interesses muito específicos na habilidade sobrenatural. Lançado em maio de 2018.

Minha amiga do parque
(Mi Amiga Del Parque, Argentina, 2018, 86 min, DCP, )
direção: Ana Katz – elenco: Julieta Zylberberg, Ana Katz, Maricel Álvarez
Liz é uma mãe de primeira viagem que está cuidando sozinha do filho enquanto o marido viaja a trabalho. Ela começa a frequentar uma pracinha, point de mães e pais, e lá conhece Rosa, com quem estabelece ligação imediata. Logo elas trocam confissões, apoiam uma à outra e até passam por pequenas aventuras. No entanto, quando as mentiras de Rosa se revelam, seus pedidos ficam cada vez mais esquisitos e suas ações imprevisíveis, Liz percebe que não sabe com quem está lidando. Lançado em fevereiro de 2018.

Não deixe rastros
(Leave No Trace, EUA, 2018, 109min, DCP)
direção: Debra Granik – elenco: Thomasin McKenzie, Ben Foster, Jeff Kober
Will e sua filha adolescente, Tom, viveram felizes e indetectados pelas autoridades durante anos em uma vasta reserva na fronteira de Portland, nos EUA. Após um encontro inesperado, eles são retirados do acampamento e colocados sob a responsabilidade do serviço social. Will e Tom tentam retornar ao mundo selvagem enquanto são forçados a lidar com desejos conflitantes. Lançado em 2018, diretamente para VOD.

Um pequeno favor
(A Simple Favor, EUA, 2018, 107min, DCP)
direção: Paul Feig – elenco: Anna Kendrick, Blake Lively, Henry Golding
Stephanie é uma jovem mãe que divide o tempo entre a criação do filho e a dedicação ao vlog de culinária. Ela é uma pessoa solitária, que se torna fascinada pela mãe de um colega de escola de seu filho. Esta mulher, Emily, é poderosa, destemida, e leva uma vida de luxo ao lado do marido. Um dia, Emily desaparece. A polícia tem dificuldades para lidar com o caso, mas Stephanie parte em busca de respostas por conta própria. No caminho, descobre que a nova amiga não era nada do que ela pensava. Lançado em setembro de 2018.

Podres de ricos
(Crazy Rich Asians, EUA, 2018, 120min, DCP)
direção: Jon M. Chu – elenco: Constance Wu, Henry Golding, Michelle Yeoh
Rachel Chu é uma professora de economia nos EUA e namora com Nick Young há algum tempo. Quando Nick convida Rachel para ir ao casamento do melhor amigo, em Singapura, ele se esquece de avisar à namorada que, como herdeiro de uma fortuna, ele é um dos solteiros mais cobiçados do local, colocando Rachel na mira de outras candidatas e da mãe de Nick, que desaprova o namoro. Lançado em outubro de 2018.

Quebra-cabeça
(Puzzle, EUA, 2018, 99min, DCP)
direção: Marc Turtletaub – elenco: Kelly Macdonald, David Denman, Irrfan Khan
Agnes é uma mãe suburbana na casa dos 40 anos que tem todo o seu tempo consumido e dedicado ao cuidado dos homens da sua família. Quando ela descobre o dom de montar quebra-cabeças, seu mundo muda completamente e, escondida dos parentes, ela passa a se preparar para uma competição fazendo dupla com um excêntrico especialista no assunto. Lançado em novembro de 2018.

Rei
(Rey, Chile, 2018, 91min, DCP)
direção: Niles Atallah – elenco: Rodrigo Lisboa, Claudio Riveros
Antoine de Tounens foi um aventureiro francês corajoso, que decidiu viajar pelo continente sul-americano em 1860 e fundar sua própria monarquia. Com o aval dos índios do sul do Chile, criou o Reino da Araucania e da Patagônia, declarando-se rei do local. Mas o governo chileno decide tomar as devidas providências para impedir o reinado deste estrangeiro em suas terras. Baseado numa história real. Lançado em junho de 2018.

A rota selvagem
(Lean On Pete, EUA, 2018, 121min, DCP)
direção: Andrew Haigh – elenco: Charlie Plummer, Chloë Sevigny, Steve Buscemi
Charley é um menino de 15 anos que vive com o pai solteiro em Portland, Oregon. Na procura pela tia desaparecida há muitos anos, Charley consegue um emprego de verão como treinador de cavalos e acaba fazendo amizade com um cavalo de corrida chamado Lean on Pete. Lançado em novembro de 2018.

Safári
(Áustria, 2018, 91min, DCP)
direção: Ulrich Seidl
Em meio à grande selva da África, turistas caçadores alemães e austríacos estão de férias no local. Em meio aos antílopes, zebras e gnus que pastam pela selva, eles ficam na espreita, esperando suas presas. Eles atiram, pulam de emoção e posam para uma foto com o animal abatido. Um documentário sobre a natureza humana e a morte. Lançado em junho de 2018.

Stromboli
(Itália, 1951, 107min, DCP)
direção: Roberto Rossellini – elenco: Ingrid Bergman, Mario Vitale, Renzo Cesana
Na Itália, após o fim da 2ª Guerra Mundial, Karen, uma lituana, se casa com um pescador, Antonio, para deixar de viver em Farfa, um campo de concentração, pois não conseguiu um visto de emigração para a Argentina. Porém, a vida na aldeia de Antonio, que fica numa ilha no Mediterrâneo aos pés do vulcão Stromboli, é bastante dura. Karen não consegue se acostumar a isto, fazendo-a entrar em conflito com o marido e a população local. Relançado em março de 2018.

O terceiro assassinato
(Sandome no Satsujin, Japão, 2018, 125min, DCP)
direção: Hirokazu Kore-eda – elenco: Masaharu Fukuyama, Koji Yakusho, Suzu Hirose
O advogado Shigemori é obrigado a pegar um caso de assassinato na defesa de Misumi, que tem um registro criminal que aconteceu há 30 anos. Mesmo Misumi confessando a autoria do homicídio, enfrentando a sentença de morte, Shigemori tem dúvidas sobre a culpa dele no caso. Lançado em abril de 2018.

Torre, um dia brilhante
(Wieża. Jasny Dzień, Polônia, 2018, 102min, DCP)
direção: Jagoda Szelc – elenco: Anna Krotoska, Małgorzata Szczerbowska, Rafał Cieluch
Mula mora com seu marido, sua mãe enferma e sua filha Nina em uma casa de campo. No final de semana antes da Primeira Comunhão da menina, sua família vem visitar, com sua irmã mais nova, Kaja (Małgorzata Szczerbowska), que desapareceu de repente há 6 anos. Kaja é a mãe biológica da Nina e Mula teme que ela possa querer levar a filha embora. Porém, há um motivo totalmente distinto pelo qual Kaja veio para casa em primeiro lugar. Lançado em novembro de 2018.

Trama fantasma
(Phantom Thread, EUA, 2018, 131min, DCP)
direção: Paul Thomas Anderson – elenco: Daniel Day-Lewis, Vicky Krieps, Lesley Manville
Década de 1950. Reynolds Woodcock é um renomado e confiante estilista que trabalha ao lado da irmã, Cyril, para vestir grandes nomes da realeza e da elite britânica. Sua inspiração surge através das mulheres que constantemente entram e saem de sua vida. Mas tudo muda quando ele conhece a forte e inteligente Alma (Vicky Krieps), que vira sua musa e amante. Lançado em fevereiro de 2018.

Verão
(Leto, Rússia, 2018, 126min, DCP)
direção: Kirill Serebrennikov – elenco: Roman Bilyk, Irina Starshenbaum, Teo Yoo
No verão de 1981, o rock underground chegava na Rússia Soviética, mais precisamente em Leningrado, onde hoje localiza-se a cidade de St. Petersburg. Sob a influência de artistas internacionais, como Led Zeppelin e David Bowie, o rock vibrava na cidade, marcando o nascimento de uma nova geração de artistas independentes. O jovem Viktor Tsoi ganhou fama internacional e tornou-se o primeiro grande representante russo do gênero. Além da música, ele também ficou conhecido pelas polêmicas relacionadas a sua vida pessoal, como o triângulo amoroso que viveu junto com o seu mentor musical, Mike, e a esposa dele, Natasha. Lançado em novembro de 2018.

Vingança
(Revenge, França, 2018, 107min, DCP)
direção: Coralie Fargeat – elenco: Matilda Lutz, Kevin Janssens, Vincent Colombe
Três homens casados e ricos fazem anualmente uma espécie de caçada no deserto. Desta vez, um dos empresários decide trazer sua amante. Quando ela é abandonada para morrer devido a uma série de acontecimentos, eles terão que lidar com as consequências de uma mulher que busca vingança. Lançado em junho de 2018.

As viúvas
(Widows, Reino Unido, 2018, 129min, DCP)
direção: Steve McQueen – elenco: Viola Davis, Michelle Rodriguez, Elizabeth Debicki
Um assalto frustrado faz com que Harry Rawlins e sua gangue sejam mortos pela polícia e o dinheiro que roubaram seja destruído pelas chamas. Isto faz com que a viúva de Harry, Veronica, seja cobrada para que a quantia roubada seja devolvida. Pressionada, ela encontra um caderno de anotações de Harry que prevê em detalhes aquele que seria seu próximo golpe. Veronica então decide realizar o roubo, tendo a ajuda das demais viúvas dos mortos no assalto frustrado. Lançado em novembro de 2018.

Foto de capa: Imagem de divulgação do filme Esplendor, de Naomi Kawase