Mostra: Neorrealismo italiano, o cinema que nunca terminou (parte 2)

07 a 15/06 

  • Na Sala Lima Barreto 
  • Classificação Indicativa: verifique a classificação de cada filme
  • Gratuito
  • Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria uma hora antes da apresentação
  • É recomendado o uso de máscara 

O neorrealismo italiano foi representado por um grupo de jovens cineastas que ofereceram ao mundo um tipo muito diferente de cinema, que até então ninguém tinha visto. Foram muitas as inovações, entre elas, o uso de locações reais, a luz natural, atores não profissionais, mudanças consideráveis na estrutura dramática, com histórias cheias de digressões e conclusões ambíguas, que depois se tornaram elementos intrínsecos do cinema moderno, de tal forma que até hoje é difícil imaginarmos como estes filmes foram tão revolucionários na época. 

Um dos principais elementos desse cinema era o compromisso com a realidade. Por isso que o neorrealismo italiano, o cinema mais político que o mundo já produziu, talvez seja o mais apropriado para o mundo pós-pandêmico, capaz de despertar a compaixão e a consciência de que o mundo, tal como está, não é capaz de proteger os interesses do homem enquanto sociedade. 

Este ciclo se dividirá em duas partes. A primeira reúne filmes clássicos do movimento italiano, e a segunda parte conta diretores mais contemporâneos, que herdaram não apenas a estética neorrealista, mas também levaram adiante a discussão nacional sobre o futuro de seu país e sobre como um passado de opressão deveria ser relembrado como memória de revolução. Larry Clark, Jafar Panahi e Abbas Kiarostami são alguns exemplos de diretores que ecoam nos filmes a herança do neorrealismo italiano atravessando a estética com a política.

PROGRAMAÇÃO

07/06                             

15h00 KIDS
17h00 O BALÃO BRANCO
19h00 ALICE NAS CIDADES

10/06

15h00 ROSETTA

17h00 KIDS

19h00 TRÊS IRMÃS

15/06

16h00 TRÊS IRMÃS

19h00 O ÓDIO

08/06

15h00 O ÓDIO
17h00 ONDE FICA A CASA DO MEU AMIGO
19h00 KES

11/06

15h00 ALICE NAS CIDADES

17h00 O BALÃO BRANCO

19h00 ONDE FICA A CASA DO MEU AMIGO

09/06

15h00 A VIDA SONHADA DOS ANJOS
17h30 ROSETTA
19h30 CAFARNAUM

14/06

16h00 KES

19h00 A VIDA SONHADA DOS ANJOS

SINOPSES

KIDS, de Larry Clark

EAU, 1995, 91 min, DCP, 18 anos

Com Leo Fitzpatrick, Chloë Sevigny, Rosario Dawson.

Nova York serve de cenário para mostrar o conturbado mundo dos adolescentes, que indiscriminadamente consomem drogas e quase nunca praticam sexo seguro. Um garoto, que deseja só transar com virgens, e uma jovem, que só teve um parceiro mas é HIV soropositivo, servem de base para tramas paralelas, que mostram como um adolescente pode prejudicar seriamente sua vida se não estiver bem orientado.

O BALÃO BRANCO, de Jafar Panahi

Badkonake sefid, Irã, 1995, 85 min, digital, 14 anos

Aida Mohammadkhani, Mohsen Kafili, Fereshteh Sadr Orfani.

Razieh é uma garotinha de 7 anos que insiste que sua mãe lhe compre um outro peixinho dourado para a celebração do ano-novo iraniano. Apesar da família estar sem dinheiro, Razieh acaba conseguindo a quantia para comprar o peixinho com a ajuda de seu irmão. Só que a caminho da loja, ela perde o dinheiro duas vezes, e então os dois irmãos não medem esforços para recuperá-lo, saindo pelas ruas de Teerã.

 

ALICE NAS CIDADES, de Wim Wenders

Alice in den Städten, Alemanha, 1974, 110 min, DCP, 14 anos

Rüdiger Vogler, Yella Rottländer, Lisa Kreuzer.

Phillip Winter é um jornalista alemão que está passando por um bloqueio criativo enquanto tenta escrever um artigo sobre os Estados Unidos. Comprando passagem para voltar para a Alemanha, ele conhece uma mulher alemã e sua filha de 9 anos, Alice, e forma uma amizade. Quando a mãe de Alice a deixa sob a responsabilidade de Winter, os dois embarcam em uma jornada por diversas cidades da Europa em busca da avó da menina.

O ÓDIO, de Mathieu Kassovitz

La haine, França, 1995, 98 min, DCP, 16 anos

Com Vincent Cassel, Hubert Koundé, Saïd Taghmaoui.

24 horas na vida de três jovens nos subúrbios franceses no dia seguinte a uma rebelião violenta.

 

ONDE FICA A CASA DO MEU AMIGO, de Abbas Kiarostami

Khaneh-ye dust kojast ?, Irã, 84 min, DCP, 14 anos

Com Babek Ahmad Poor, Ahmed Ahmed Poor, Kheda Barech Defai.

Ahmad, um garoto de 8 anos de idade pegou por engano o caderno de Mohammad, seu amigo de escola. Após seu amigo ter sido ameaçado de ser expulso se não levasse o dever.

KES, de Ken Loach

Reino Unido, 110 min, 1969, DCP, 14 anos

David Bradley, Colin Welland, Freddie Fletcher.

Billy Casper é um adolescente de 15 anos que já sabe o que é sofrer na vida. Ele tem de enfrentar diariamente todo o tipo de violência física e psicológica, em casa e na escola. O rapaz encontra um pequeno falcão, que passa a chamar de Kes e cuidar com muito afeto. Entretanto, enquanto sua afeição pela ave cresce, crescem também suas humilhações públicas.de casa, Ahmad precisa devolver a ele o seu caderno, mesmo que tenha que desobedecer a mãe e procurá-lo no vilarejo distante onde ele mora.

 

ROSETTA, de Jean-Pierre Dardenne & Luc Dardenne

França/Bélgica, 1999, 95 min, DCP, 18 anos

Com Emilie Dequenne, Fabrizio Rongione, Olivier Gourmet.

A jovem e impulsiva Rosetta vive num trailer, com sua mãe, alcoólatra e agressiva. Sua vontade de mudar de vida tanta que todos os dias ela luta muito por um emprego. Seu maior problema nem sempre achá-lo, e sim manter-se nele. Ela sai procura de trabalho como alguém que está indo para a guerra e, nesta sua luta cotidiana para sair da pobreza e levar uma vida “normal”, vale tudo.

CAFARNAUM, de Nadine Labaki

Capharnaüm, Líbano, 2018, 126 min, DCP, 16 anos

Com Zain Al Rafeea, Nadine Labaki, Yordanos Shifera.

Ao cumprir uma sentença de cinco anos por um crime violento, uma criança de 12 anos processou seus pais por negligência.

 

A VIDA SONHADA DOS ANJOS, de Erick Zonca

La vie rêvée des anges, França, 1998, 113 min DCP, 18 anos

Com Élodie Bouchez, Natacha Régnier, Grégoire Colin.

Duas mulheres com poucas expectativas se tornam amigas. Isa sem estabilidade em empregos, acabará descobrindo a importância da vida vivida em sua plenitude visitando uma menina hospitalizada, dona da casa onde as amigas se abrigam temporariamente. Pressionada pela dificuldade de sobrevivência e por uma carência dilacerante, Marie destrói o vínculo com Isa ao se envolver com um jovem rico e superficial.

TRÊS IRMÃS, de Bing Wang

San zimei, Hong King, 2012, 153 min, DCP, livre.

Em um vilarejo, numa montanha distante, na China, a pobreza faz parte da rotina. Três irmãs, Yingying, Zhenzhen, Fenfen que foram abandonadas pela mãe, ficam sob os cuidados do avô. O pai das meninas trabalha em uma fazenda fora da cidade.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo