Aniversário de São Paulo

PROGRAMAÇÃO – de 22 a 25/1

Neste mês de janeiro, entre os dias 22 e 25, o Centro Cultural São Paulo recebe parte da programação de comemoração dos 468 anos da cidade de São Paulo. Confira abaixo a programação! 

Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria uma hora antes da programação. Poderá ser retirado um ingresso por pessoa.

Para a retirada será necessário apresentar o comprovante de vacinação da Covid-19, com no mínimo duas doses. 

Tradicionalmente realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, o evento cultural que comemora o Aniversário da Cidade de São Paulo tornou-se um dos maiores atrativos oferecidos pela cidade. A Prefeitura, através de uma política cultural diversificada, proporciona assim, a todos os munícipes e visitantes, acesso gratuito ao que há de melhor na produção cultural atual existente no país. Este ano, os 468 anos da capital paulista marcam a abertura das celebrações do Centenário do Modernismo, com uma programação que evoca o legado do movimento artístico e apresenta as novas manifestações artísticas que mantém São Paulo na vanguarda das artes e cultura mundial. 

22/01

Os MeQueTreFe

com a Cia. Parlapatões. 

Em Os Mequetrefe, quatro palhaços que, não por acaso, se chamam Dias, vivem a jornada de um longo e divertido dia. Desde o despertar até a hora de ir dormir, revelam como a desconstrução da lógica cotidiana pode abrir espaço para outras maneiras de encarar a vida. Vivendo situações bastante comuns, esses cidadãos nada comuns provocam uma série de confusões tão hilárias quanto poéticas. Da maneira como acordam, passando pelo jeito como se vestem para ir trabalhar, eles encaram essa aventura através do dia de maneira cômica. Depois de acordar, os Dias pegam o ônibus, que irá se transformar em outros meios de transporte, simplesmente para irem ao trabalho, e assim manipulam objetos de cena de maneira lúdica, sempre carregados de um humor provocativo. No trabalho, todos os seus colegas são seres absolutamente estranhos. Ao final do dia, quando a televisão despeja imagens violentas sobre todos, esses palhaços retiram de suas hipérboles sua comicidade e seu lirismo.

Local: Sala Ademar Guerra

Sábado, às 16h 

Classificação indicativa: Livre

22/01 e 23/01 

Cortejo da Felicidade

com Trovadores Urbanos.

Os Trovadores Urbanos realizarão um cortejo com o tema felicidade, utilizando estandartes e cantoria em uma linda caminhada musical pelo Centro Cultural São Paulo. Experiência inesquecível, uma procissão de alegria e afeto, em formato de seresta, estilo musical que celebra os afetos da vida cotidiana. E acompanhando os seresteiros, uma comitiva pomposa e feliz dos frequentadores do CCSP. 

Local: Atividade itinerante 

Dia 22/1, sábado: às 15h30, 17h e 18h30

Dia 23/1, domingo: às 14h30, 15h30 e 17h30

Classificação indicativa: Livre

22/01

BADSISTA

BADSISTA faz show exclusivo e inédito, muito bem acompanhada de White Prata, Venus Garland e ++, com experimentações musicais estilo jam eletrônica. No repertório traz músicas de sua carreira, além de algumas do álbum Gueto Elegance, seu primeiro álbum cheio lançado no final de 2021.
Nerd e maloqueira, BADSISTA representa de forma consciente e incisiva a comunidade LGBTQ+ e periférica da cidade de São Paulo, disseminando o fortalecimento e a possibilidade de permanência de pessoas periféricas e dissidentes na música.

Local: Sala Adoniran Barbosa 

Sábado, às 19h

Classificação indicativa: Livre

22/01, 23/01 e 25/01

Projeção Mapeada “Memórias Insurgentes” 

com o Coletivo Coletores. 

O projeto “Memórias Insurgentes” é uma intervenção urbana que utiliza a linguagem da vídeo projeção mapeada e utilizará a fachada do Centro Cultural São Paulo como suporte. A intervenção apresenta um olhar sobre pontos da cidade de São Paulo que são referência na memória/cultura e nos imaginários coletivos paulistanos pela ótica das contra hegemonias, fazendo interface com o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922. 

O HUB Coletivo Coletores é uma iniciativa que visa integrar artistas, acervos, instituições e ações, junto a diferentes pontos e estruturas urbanas por meio de linguagens multimídias, como vídeo projeção mapeada, animação, motion design, estruturas de LED e dispositivos móveis. Com um histórico de ações por diversas cidades e eventos, o HUB Coletivo Coletores têm realizado projetos com repercussão em diferentes contextos, mídias e comunidades, se apresentando como uma base mediadora entre variados conteúdos e as cidades. Projetos como Vozes Contra o Racismo da SMC SP, Ocupação Red Bull Station, Festival Bixanagô, Feira Preta, entre outrxs, são algumas das plataformas em que foram realizadas colaborações.

Local: Rampa Talude

Sábado, domingo e terça-feira, das 18h às 22h 

Classificação indicativa: Livre

 22/01, 23/01 e 25/01

Mostra de Cinema Modernismo 22 + 100 e Aniversário de São Paulo

Para dar início às comemorações do centenário da Semana de 22, a curadoria de Cinema do CCSP apresenta uma pequena mostra que celebra os trabalhos de cineastas relacionados ao Modernismo. Confira abaixo a programação da Mostra de Cinema Modernismo 22 + 100 e Aniversário de São Paulo.


Confira a programação completa aqui 

Local: Sala Lima Barreto

Sábado, domingo e terça-feira, em diversos horários 

Classificação indicativa: Confira a classificação de cada filme. 

23/01

Circo Charanga

com Cia La Minima. 

Três palhaços erguem uma pequena lona no meio da rua e apresentam um espetáculo de variedades. Em meio a belos screamers, as tradicionais marchas circenses executadas pelas charangas, lançam desafios, apresentam reprises, números de habilidade e de música excêntrica, nos moldes dos circos clássicos. “Circo Charanga” é uma homenagem à palhaçaria de picadeiro e à tradição dos circos de lona. 

Local: Sala Ademar Guerra

Domingo, às 16h 

Classificação indicativa: Livre

23/01

Clube do Balanço convida Paula Lima

Clube do Balanço: resgate e inovação com o melhor do samba-rock. O que era para durar apenas uma festa, se transformou, virou trabalho sério, fincou raízes, percorreu muita estrada – até no exterior – e se tornou uma referência no samba-rock, ditando tendência e levando alegria e boa música por duas décadas. O Clube do Balanço completou 20 anos de palcos em 2019 lançando seu quinto álbum de estúdio: Balanço na Quebrada. O grupo tem como presidente o guitarrista e vocalista Marco Mattoli. Tereza Gama é a voz feminina. Completam a banda o trompetista Reginaldo 16, o trombonista “Maestro” Tiquinho, o percussionista Fred Prince, o baterista Eduardo “Peixe” Salmaso, o baixista Gringo Pirrongelli e o tecladista Marcelo Maita. Todos eles craques da música com vasta experiência ao lado de grandes nomes da cena brasileira. O Clube do Balanço é considerado um dos precursores do novo samba-rock, sendo responsável pela propagação do gênero a partir da virada do século, o que levou ao surgimento de diversas casas especializadas, de novos grupos musicais e a redescoberta da dança. 

Local: Sala Adoniran Barbosa 

Domingo, às 18h

Classificação indicativa: Livre 

25/01

Bandeira 22 

com Coletivo SHN.

Bandeira alusiva às comemorações dos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922. O projeto consiste na instalação de uma bandeira com referências a obras modernistas por parte do SHN, coletivo de arte multidisciplinar que reúne artistas com atuações diversas como artes gráficas, arquitetura, vídeo e grandes pinturas. A serigrafia sempre foi um ponto de partida gráfico para a pesquisa de ícones universais, re-significando o conceito de logotipo e marca em uma abordagem bem humorada e crítica. Apropriação e transformação de imagens, assim como a transposição para diversas mídias, atravessam a discussão proposta pelo coletivo. 

Local: Praça das Bibliotecas 

Terça-feira, das 10h às 22h

Classificação indicativa: Livre 

 25/01

Manifesto Modernista – Mário de Andrade 

com Pascoal da Conceição e Wesley Leal. 

Em uma performance, Pascoal da Conceição fará a interpretação do Manifesto Antropofágico, de Oswald de Andrade. O ator completa, em 2022, 50 anos de carreira na vida artística: ator, diretor, locutor, dublador e produtor teatral. Tem longa carreira no teatro brasileiro com participações marcantes principalmente no Teatro Oficina. Na TV, fez sucesso como o personagem Doutor Abobrinha na série CASTELO RÁ-TIM-BUM e também como o escritor Mário de Andrade na série UM SÓ CORAÇÃO, exibida pela Rede Globo. No Teatro Oficina, dirigido por José Celso Martinez Correia, esteve em espetáculos como HAM-LET, BACANTES, PRA DAR UM FIM NO JUÍZO DE DEUS, entre outros. Em seus quase 50 anos dedicados ao teatro, trabalhou com diretores como BIBI FERREIRA, MAURO MENDONÇA FILHO, RUY CORTEZ, GABRIEL VILLELLA, MONIQUE GARDENBERG, CARLOS ALBERTO SOFREDINI, entre outros. Esteve como ator em diversas novelas, como CAMINHO DAS ÍNDIAS e DEUS SALVE O REI e no cinema em filmes como SALVE GERAL, OLGA e CÁSTELO RÁ-TIM-BUM – O FILME.

Local: Foyer

Terça-feira, às 18h30 

Classificação indicativa: Livre 

25/01

Metá Metá 

Desde 2008 em atividade, Metá Metá é um dos mais prestigiados grupos no recente cenário musical brasileiro, tanto pela crítica especializada, como pelo público. O trio formado por Kiko Dinucci, Juçara Marçal e Thiago França, já lançou os discos: Metá Metá, Metal Metal e MM3. Este último foi indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa de 2017. Também em 2017, Metá Metá fez a trilha sonora do espetáculo “Gira”, do Grupo Corpo, em homenagem a Exu. Duas faixas que não entraram no espetáculo foram lançadas em formato EP. Além deste, o trio tem outros 2 EPs: um de 2013, Alakorô, com participação de Tony Allen, e outro de 2015. Desde 2013, Metá Metá já realizou diversas turnês pela Europa, participando de festivais importantes, tais como: Transmusicales, Roskilde, Primavera Sound, Womad, Womex, e também do Festival Mawazine, em Marrocos, África.

Local: Sala Adoniran Barbosa

Terça-feira, às 19h

Classificação indicativa: Livre 

27/1

Antônio Nóbrega

No encerramento da programação do aniversário de São Paulo, o compositor Antônio Nóbrega se apresena na Adoniran Barbosa com composições inéditas e autorais.

Local: Sala Adoniran Barbosa

Quinta-feira, às 19h

Classificação indicativa: livre

 

 

 

A programação acontecerá de acordo com os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias em prevenção à propagação do vírus da Covid-19, sendo obrigatório o uso de máscara e a apresentação do passaporte vacinal com no mínimo duas doses.

icone-compr-de-vacinacao

Obrigatório comprovante de vacinação.

É obrigatório o uso de máscara.

O álcool gel estará disponível no local.

Respeitar distanciamento 1,5m a 2m.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo