Edital da Semana Paulistana do Curta-Metragem 2021

24 a 28/11

A Prefeitura do Município de São Paulo, por intermédio do Centro Cultural da Cidade de São Paulo e da Secretaria Municipal de Cultura apresenta a Semana Paulistana do Curta-metragem 2021, o festival de curtas-metragens do Centro Cultural São Paulo. O evento seleciona os melhores curtas-metragem a nível nacional para a exibição e a premiação nos canais do Centro Cultural São Paulo e Secretaria de Cultura, premiando, através de um Júri de Premiação composto por profissionais da àrea, um total de 4 curtas-metragens. 


O Júri de Premiação de 2021 será composto pelos seguintes profissionais: 

Priscyla Bettim
Priscyla Bettim é cineasta e pesquisadora. Atualmente é professora titular na graduação em Audiovisual do Centro Universitário Senac, em São Paulo. Foi professora na graduação em Imagem e Som da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), nas áreas de Direção e Produção Audiovisual. A filmografia de Bettim transita entre o documental, experimental e ficção, com uma pesquisa estética que dialoga com um cinema transgressor e de invenção, sobretudo das décadas de 60 e 70, e encontra no suporte analógico o dispositivo para imprimir uma linguagem muitas vezes não-realista, onírica, que busca dar formas ao metafísico, à memória, e à alucinação.

Natali Mamani
Natali Mamani é indígena Aymara, imigrante boliviana em São Paulo. Integrante da Equipe de Base Warmis – Convergência das Culturas (@warmisimigrantes) e do coletivo R.A.Z.A.O. Faz experimentações em videoarte, filme ensaio, performance e produz contos de ficção científica. Suas obras contêm uso de glitch art, colagem de vídeos de baixa qualidade, referências de sua vivência como pessoa imigrante e da cosmovisão andina. Sua obra “El Danzante” foi selecionada para a IV Bienal Del Sur Pueblos en Resistencia, pela República Bolivariana da Venezuela (2021). Realizou o filme ensaio THAKHI (2020), onde fala sobre identidade e imigração, a partir de imagens que fez durante uma viagem a La Paz. 

Lourenço Mutarelli
Lourenço Mutarelli nasceu em 1964, em São Paulo. Publicou diversos álbuns de quadrinhos, entre eles, Transubstanciação (1991) e a trilogia do detetive Diomedes: O dobro de cinco, O rei do ponto e A soma de tudo I e II. Escreveu peças de teatro – reunidas em O teatro de sombras (2007) – e os livros de ficção O cheiro do ralo (2002, adaptado para o cinema em 2007), O natimorto (2004, adaptado para o cinema em 2008), A arte de produzir efeito sem causa (2008, adaptado para o cinema em 2014), Miguel e os demônios (2009), entre outros.

 

Os membros da comissão de seleção da Semana Paulistana do Curta-Metragem 2021, avaliaram mais de 350 curtas-metragens e a cada um deles atribuiu notas de acordo com os seguintes critérios:

I – Qualidade Técnica do curta-metragem;

II – Contribuição para o aprimoramento da linguagem audiovisual;

III – Forma inovadora de apresentação de conteúdos de valor social, político, cultural e artístico.

 

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo