Por Dentro do Videoclipe – Beyoncé

5 a 7/11

  • na Sala Lima Barreto
  • gratuito – Os ingressos estarão disponíveis na bilhateria uma hora antes da programação. Para retirá-los é necessário o comprovante de vacinação. 

Unindo as curadorias de Cinema, Teatro e Dança, Por dentro do Videoclipe é uma programação mensal do Centro Cultural São Paulo e reservará um final de semana por mês para visitar a historiografia musical de um artista, focando na produção cinematográfica de seus videoclipes.

Diretamente ligados à história do cinema, os videoclipes podem ser definidos como produções audiovisuais que sincronizam música e imagem em um filme de curta-metragem. A palavra clipe deriva de clipping que significa “recorte”, no sentido de fazer montagens de vídeos como ferramenta para divulgação da música e imagem de um artista. Em 1975 a banda inglesa Queen lançou o primeiro videoclipe que visava lançar um disco, o Bohemian Rhapsody. E, desde o lançamento da emissora MTV nos Estados Unidos, em 1981, os videoclipes vêm influenciando comportamentos e ditando moda, estilos e coreografias em todos os gêneros e culturas ao redor do mundo.

Para Novembro, escolhemos a artista Beyoncé, uma das mulheres mais influentes da música pop contemporânea, que transformou as músicas de seus álbuns em verdadeiras obras cinematográficas, escolhendo trabalhar com vários diretores renomados e transformando seus principais trabalhos em obras visuais impressionantes em seus álbuns “Beyoncé” e “Lemonade”. A proposta do evento é dissecar seis de seus principais videoclipes, exibindo e colocando dois ou mais especialistas para debater seus trabalhos com o público. 

 

PROGRAMAÇÃO

5/11

15h30 | Dreamgirls – Em Busca de Um Sonho, de Bill Condon

sinopse:

[Eua, 2006, 131 min, DCP, 12 anos]

Três amigas moram em Chicago e formam um grupo musical, as Dreamettes. Acompanhadas por um compositor, viajam a Nova York para competir em um show de talentos. Apesar de não terem sucesso nessa ocasião, são apresentadas a um empresário que quer transformá-las em estrelas.

6/11

15h30 | Exibição de clipes com os convidados Ali Prando e Djalma Moura. Serão exibidos os clipes Single Ladies, Partition e Ghost.

7/11

15h30 | Exibição de clipes com os convidados Ali Prando e Djalma Moura. Serão exibidos os clipes Formation, Apeshit e Bigger (versão Black is King).

 

Ali Prando

Filósofo, pesquisador pelo CNPq com as temáticas de gênero, sexualidade e feminismo através de perspectivas butlerianas. Graduou-se na Universidade Metodista de São Paulo. É criador do curso “Politizando Beyoncé: Raça, Gênero e Sexualidade”, que versa sobre estudos de mídia, estudos raciais e transviados, e foi considerado pelo HuffPost como ‘tudo o que você precisa e não sabia’. Criou também o curso “Björk: Paradigmas do Pós-humanismo.exe”, incluído na programação da exposição internacional “Björk Digital” durante sua passagem pelo Brasil. Atua também como blogger e jornalista nos portais Disco Punisher e What Else Mag, onde entrevistou mais de 200 ícones — de Caetano Veloso à Charli XCX, de Elza Soares a Pabllo Vittar.

Djalma Moura

É artista da dança e performer. Preto, periférico, queer, bonito e humilde. Tem em suas práticas e pesquisas em dança atravessadas pelas cosmogonias africanas e afro-brasileiras, direcionado por uma perspectiva empírica dos afrossentidos onde vida e obra se borram e constroem outras narrativas e imaginários possíveis. Formado em História e cursando Pedagogia, é Terapeuta Corporal Holístico e Arte-Educador, diretor, coreógrafo e intérprete-criador do Núcleo Ajeum. Em sua trajetória integrou as Cias Sansacroma, Coletivo Desvelo, Cia Fragmento de Dança, Cia Carne Agonizante e Coletivo de Sonhos. Iniciou seus estudos em dança no Programa Vocacional, hoje é Orientador Artístico no mesmo programa e no programa Fábricas de Cultura.


A programação acontecerá de acordo com os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias em prevenção à propagação do vírus da Covid 19, sendo obrigatório o uso de máscara e a manutenção do distanciamento entre os participantes.

É obrigatório o uso de máscara.

O álcool gel estará disponível no local.

Respeitar distanciamento 1,5m a 2m.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo