Roda de Choro

2/11
terça, às 20h

  • na Sala Adoniran Barbosa
  • gratuito

Para celebrar a tradição das rodas urbanas de choro, o Centro Cultural São Paulo apresenta Roda de Choro, um evento que acontece semanalmente na Sala Adoniran Barbosa. 

No dia 2/11, a roda recebe o conjunto Batutas do Coreto que traz um show de música instrumental repleto de curiosidades do universo chorístico, com repertório autoral e adaptações de arranjos de composições clássicas de Anacleto de Madeiros, Pixinguinha e Esmeraldino Sales.

Os ingressos estarão disponíveis na bilheteria uma hora antes do evento. Para retirá-los, será necessário apresentar o comprovante de vacinação da primeira dose.

 

MINIBIO DO CONJUNTO 

A partir do grande repertório de maxixes, polcas, valsas, choros, tango brasileiro, e da ideia de reviver a música como se ouvia na época das bandas marciais e militares, nasce o grupo “Batutas do Coreto”.

Uma pequena banda de coreto, formada por flautas, saxofones, trompete, trombone, tuba, violão de 7, cavaquinho e percussão, que começa sua história fazendo homenagem à Anacleto de Medeiros, devido a comemoração de 150 anos do seu nascimento (1866)  – um dos grandes compositores de música erudita brasileira e de todas essas variantes pertencentes ao “choro”. Maestro de bandas em Paquetá, do Corpo de Bombeiros do Rio de janeiro em 1896, e músico que fez parte da primeira geração de chorões. 

O maior propósito do “Batutas do Coreto” é reapresentar essa linguagem que deu origem à grande parte da música popular brasileira, e sobretudo trazer a sonoridade das bandas que tocavam em praças e eventos públicos. Ainda que seja um repertório bastante executado em rodas de choro até hoje, as bandas de coreto são pouco vistas e ouvidas atualmente nas grandes cidades.

Trata-se de um show de música instrumental acompanhado de devida apresentação das composições e dos autores com elementos da história do choro – data, local e curiosidades relacionadas aos mesmos; com repertório elaborado a partir de composições e adaptações dos arranjos de Anacleto de Madeiros, Pixinguinha, Esmeraldino Sales, além de músicas autorais e arranjos feitos pelos integrantes da banda.

A programação acontecerá de acordo com os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias em prevenção à propagação do vírus da Covid 19, sendo obrigatório o uso de máscara e a manutenção do distanciamento entre os participantes.

É obrigatório o uso de máscara.

O álcool gel estará disponível no local.

Respeitar distanciamento 1,5m a 2m.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo