Tiago Sant’Ana ganha bolsa de arte pela Open Society Foundations

Tiago Sant’Ana é o primeiro artista brasileiro a ganhar bolsa de arte de R$ 431 mil para desenvolver projeto pela Open Society Foundations, organização filantrópica idealizada pelo bilionário americano George Soros. O programa de bolsas, que contou com a premiação de mais outras/os artistas ao redor do mundo, tem como tema o desenvolvimento de projetos sobre diáspora e migração.

O projeto de Sant’Ana é dar continuidade ao trabalho que vem realizando há três anos sobre os engenhos de açúcar abandonados da região do Recôncavo Baiano – sua região de nascença. A obra consiste no uso do próprio corpo para criticar as relações raciais na dinâmica colonial como memória e atualidade. Com a bolsa, o artista pretende ampliar sua pesquisa visitando outros engenhos e dialogar com as comunidades próximas à região.

Na programação da Virada Cultural de 2019, o CCSP recebeu o artista premiado com a performance Lavoura, que aconteceu na Praça das Bibliotecas. Com a ideia de criar um “fóssil”, o artista compôs cópias em gesso de canas-de-açúcar para eternizar a memória sobre o período escravocrata e as consequências na estrutura social do país.

Foto da capa: Refino #2, de Tiago Sant’Ana

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo