#BibliotecasCCSP: Dia Internacional de Nelson Mandela

A equipe das Bibliotecas do CCSP, em homenagem ao Dia Internacional de Nelson Mandela (comemorado no último sábado, 18 de julho), indica a leitura de Conversas Que Tive Comigo, um compilado de cartas escritas por Mandela durante seus 27 anos de prisão:

Em 2009, a Assembleia Geral da ONU declarou 18 de julho como Dia Internacional de Nelson Mandela, data de nascimento de um dos líderes políticos mais conhecidos e respeitados do mundo. A equipe das Bibliotecas do CCSP, em reconhecimento à sua contribuição para a luta mundial contra o racismo, homenageia Nelson Mandela e indica a leitura de Conversas Que Tive Comigo, publicado pela Editora Rocco.

Embora não estejamos sob um regime político de segregação racial no Brasil, vivemos de maneira velada e explícita um intenso racismo a que são submetidas vidas pretas diariamente. De maneira velada pois não existem reconhecidamente políticas públicas que tenham por objetivo a exclusão de vidas pretas; de maneira explícita pois vemos diariamente o extermínio dessas mesmas vidas. O cenário é tão perverso pois o que ocorre veladamente pode ser negado e torna-se de difícil combate. Fato explícito foram as cenas mostradas nos jornais com um policial militar pisando no pescoço de uma mulher negra de 51 anos para imobilizá-la, no Bairro de Parelheiros, em São Paulo. Fato velado é o levantamento feito pelo G1 indicando que o número de pessoas mortas por policiais militares na Grande São Paulo aumentou 60%, de janeiro a abril de 2020, mas não indicando que essa porcentagem se trata majoritariamente de vidas pretas.

Nelson Rolihlahla Mandela, apelidado Madiba, nasceu em 1918, na aldeia de Mvezo no Transkei, África do Sul. Lutou ativamente contra o Apartheid, sistema que definia a raça branca como superior e validava a segregação racial a partir de leis. Devido ao seu ativismo, Mandela foi preso em 1962, acusado de incitar o povo à greve e por sair do país sem passaporte válido. Foi solto em 11 de fevereiro de 1990; alguns meses depois, as últimas leis do Apartheid foram abolidas. Mandela recebeu o prêmio Nobel da Paz em 1993 e foi eleito presidente da África do Sul em 1997. Faleceu aos 95 anos, em 5 de dezembro de 2013, na África do Sul.

Conversas Que Tive Comigo

Conversas que Tive Comigo reúne principalmente as cartas escritas durante seus 27 anos de prisão. Uma equipe de pesquisadores selecionou os melhores trechos e anotações que descrevessem Mandela por si próprio. No livro, o leitor é convidado a conhecer Nelson Mandela como um homem comum, não o líder anti-apartheid que se tornou presidente na África do Sul. É possível ler ainda as cartas que mandava para sua esposa Winnie Mandela e amigos.

Clique aqui para acessar o e-book!

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo