Cuti e Natasha | Poesia Insubmissa

Cuti é pseudônimo de Luiz Silva. Escritor, mestre e doutor em literatura brasileira, foi um dos fundadores e membro do Quilombhoje (de 1983-1984) e um dos criadores da série Cadernos Negros, em 1978, na qual publicou poemas e contos em 40 de suas 41 edições. Com 20 títulos autorais, sua obra abarca os gêneros conto, poesia, ensaio e teatro. Somam-se, em coautoria, 5 livros e 1 CD (poemas), além de textos publicados em várias antologias no Brasil e no exterior.

 

Natasha Felix nasceu em 1996 em Santos-SP. Publicou os zines anemonímia (2016) e j. não é um nome (selo manga, 2017) e mariana compra um dildo (2018). Tem textos publicados revistas físicas e digitais. Publicou Use o alicate agora (2018).

PASSOS SOBRE OS PERCALÇOS – POR CUTI

são muitas as chacinas
retalhando sonhos
a crueldade cresce a cada sorriso
a cada novo passo
na dança
conquistando o espaço
a cada nova esperança
que repentinamente rompe o asfalto
com suas cores vivas e seu envolvente perfume
a crueldade cresce a cada novo negro universitário
ou profissional com ótimo salário
a cada jovem infrator reabilitado
a cada crespo assumido em inesperada estética
a crueldade cresce a cada poema escrito
com a melanina interna
que o fundo dos olhos revela
a crueldade cresce a cada doméstica
resoluta no curso noturno
a cada prostituta que deixa a zona
e aposta no futuro
a cada marginal que deixa o cano e adota o livro
a cada pessimista se lavando no entusiasmo
e após o banho
saindo de cabeça erguida
a crueldade cresce em tiros
agressões verbais e físicas
e se expande
com a galeria de humilhações dispostas
no acervo da casa-ainda-grande
são muitas as chacinas
de tocaia pelas esquinas
por um brasil covarde
hábil de malabares
ardendo em febre
pelo apego aos privilégios seculares
a crueldade semeia abismo
pelo caminho
profundo ódio aguçado
por refinada hipocrisia: racismo!

AO HOMEM QUE SE LEVANTA COMIGO – NATASHA FELIX

para L.
espero que as unhas cresçam
só depois solicitações, juras,
os números.
qualquer justificativa.
espero que você não.
por favor.
mantenha a respiração acontecendo
beije sua mãe na testa, peça a benção a ela.
não olhe a polícia nos olhos
se for preciso esconda-se bem.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo