Alice Yura | TRANSvisual

CHARQUE

Não é de hoje que muitos corpos e grupos passam por isolamento social. De um lado necessitamos da solidão para reconhecermos e compreendermos a fundo sobre quem somos, um descolamento do outro para que possamos nos percebermos enquanto unidade, indivíduo; por outro lado nossa outra condição de interdependência. Para aqueles que hoje se encontram em isolamento social – devido à quarentena do COVID-19 – essa experiência tem causado um enfrentamento da solidão gerando muita angústia e ansiedade, visto que, não elaboramos a solidão e ela foi posta socialmente como abandono ou exclusão, ausência. Talvez hoje esse fenômeno esteja propiciando condições do reconhecimento e enfrentamento do eu egóico, este eu que nega o outro. Será que a partir do que estamos passamos avançaremos um pouco na construção de um novo pensamento social? Ou será que ainda o sal que mantém o isolamento de alguns grupos continuará conservando esses corpos que estão à mercê da necropolítica?

(corpo nu coberto de pó branco s/sal grosso)
1’02” 

ALICE YURA

Nascida em 1990, Aparecida do Taboado Mato Grosso do Sul; vivo e trabalho em trânsito entre minha cidade natal, Campo Grande (MS) e São Paulo (SP). Formada pela UFMS em artes visuais e com uma especialização em produção em artes visuais e cultura pelo Senac, desde a formação acadêmica até hoje o foco da minha pesquisa é em arte e vida. Com isso meus trabalhos tem forte ligação biográfica ligadas às questões de intimidade, memória, afeto, corpo, identidade, alteridade, biologia, política, cultura e sociedade.

Participo do circuito de artes do meu estado nas principais instituições Museu de Arte Contemporânea/MARCO, Centro Cultural José Octávio Guizzo, Memorial da Cultura, Teatro Glauce Rocha. Fui uma das idealizadoras e curadoras do festival de performance  IPêrformático (MS). E, em 2019 fiz minha primeira residência artística com uma bolsa pelo instituto Pivô (SP).

@yura.alice

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo